Dia Internacional da Cerveja


Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Com o intuito de reunir os amigos, desfrutar os prazeres da cerveja, celebrar aqueles que a produzem e unir todas as nações cervejeiras sob a mesma bandeira, o dia internacional da cerveja foi criado em Santa Cruz, na Califórnia em 2007 num bar local. No início, era comemorado em 5 de Agosto, porém, em 2012 essa data foi mudada para ser comemorada sempre na primeira sexta feira de agosto devido ao número de clientes, que é maior nas sextas feiras e finais de semana.

A cerveja é uma bebida produzida a partir da fermentação de cereais, principalmente a cevada. Acredita-se que tenha sido uma das primeiras bebidas alcoólicas que foram criadas pelo ser humano. Ela está presente na história da humanidade há milênios. Sabe-se que o homem descobriu o processo de fermentação há 10 mil anos, quando esqueceu uma mistura de água e cereais ao sol, resultando numa bebida fermentada alcoólica.

Acredita-se que a cerveja surgiu pouco depois da descoberta do pão, e o primeiro registro arqueológico sobre sua produção vem da Suméria, na Mesopotâmia. Eles teriam percebido que a massa do pão quando molhada, fermentava, ficando ainda mais gostosa, dando origem a cerveja, ou como era conhecida “pão líquido”. Logo, essa bebida passou a ser oferecida aos Deuses, pois eles acreditavam ser uma bebida divina e sagrada.

Com a queda do império sumério, surgiu uma nova civilização na Mesopotâmia mais avançada tecnologicamente, que veio a contribuir enormemente no avanço da produção de cerveja, os Babilônios. Foi lá, que surgiu o Código de Hamurabi (o mais antigo código de leis já conhecido) que já tinha orientações específicas para a fabricação, venda e consumo de cerveja.

Documentos datados dessa época indicam que a produção de cerveja era uma profissão muito respeitada, e levada essencialmente por mulheres. Como as tarefas de casa eram realizadas pelas mulheres, elas ficavam encarregadas dos pães, e logo, da cerveja. As “padeiras” possuíam tabernas que serviam como local de divertimento (masculino, principalmente), em que se comia e bebia em convívio.

Durante o Império Greco-Romano, a cerveja ficou um pouco “de lado” e passou a ser mais consumida pelas classes menos favorecidas, enquanto o vinho era idolatrado pelas classes mais altas, principalmente. Apenas na Idade Média a cerveja passou a ter o sabor que conhecemos hoje. Produzida nos mosteiros, a cerveja começou a ser aromatizada com ervas como mírica, rosmarinho, louro, sálvia, gengibre e o lúpulo, que até hoje é utilizado na produção de cerveja.

O fato é que, na história da humanidade, a cerveja sempre esteve presente, mesmo como uma referência a uma bebida derivada da fermentação de um cereal. Ou seja, ela foi produzida e consumida por diversos povos, como os egípcios, sumérios, romanos, babilônicos e gregos, e com a expansão do Império Romano, passou também a fazer parte da história dos povos que viviam na Alemanha, França, Bélgica, Inglaterra e outras regiões da Europa Ocidental. O imperador Júlio César foi quem apresentou a cerveja aos habitantes da Britânia e da Gália, hoje Inglaterra e França.

Por isso, reúna família e amigos e comemore! Comemore a vida, comemore os momentos, comemore sorrisos, saúde, sucesso, comemore a companhia um do outro. Um beijo a todos!

Aos interessados, hoje tem receita de bolinho de bacalhau pra acompanhar aquela cervejinha que você vai dividir com pessoas que gosta.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Ingredientes:

2Kg de batata;

700g de Bacalhau;

2 Ovos;

1 Xícara (chá) de farinha de rosca;

1 Colher (chá) de pimenta do reino;

Salsinha picada a gosto;

Alho e sal a gosto.

Modo de preparo:

Deixe o bacalhau de molho, trocando a água por diversas vezes até dessalgá-lo;

Depois de dessalgado, corte em pedaços, cozinhe e desfie bem fininho;

Cozinhe as batatas sem casca e passe pelo espremedor;

Coloque todos os ingredientes em um recipiente e amasse até formar uma massa uniforme;

Em seguida, faça os bolinhos e frite em óleo bem quente;

Sirva quente acompanhado de uma cerveja ao seu gosto.

Bom apetite!